quarta-feira, 9 de junho de 2010

asas


Passo pela porta e olho a imagem de Hermes, com os fones bluetooth pendurados nela, as moedas espalhadas pelo oratório, a tartaruga, o globo terrestre. Sorrio. Penso em como Hermes é um deus que se espalha, que se ocupa de nós. Em como Ele é um daqueles deuses que sempre dá um jeito de mandar a vida cuidar de nós, seja com carinho ou um chute na bunda.

Peço uma benção, silenciosamente, e sigo em frente para enfrentar um outro dia.

1 comentários:

Priscilla Helene disse...

concordo plenamente

 

Simply Fabulous Blogger Templates, header by Alex: 'A Lilly Pond'(J.W.Godward).